FRENTE DO TEATRO AMAZONAS

FRENTE DO TEATRO AMAZONAS
Fonte: Rayane Santos

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Patrimônios Históricos de Manaus

MUSEU DA IGREJA DA MATRIZ

Cadeira usada pelo Papa João Paulo II
Foto: Rayane Santos

No  museu da Matriz estão abrigados móveis, fotos, quadros,  vestimentas, que fazem parte da história da igreja. Ao visitar o museu o turista irá deparar-se com uma escavação arqueológica realizada em 2002, durante tal trabalho de escavação foi  encontrado dentro de uma garrafa, no reboco da parede do salão (no nicho onde se encontra a imagem de Nossa Senhora da Conceição), um documento assinado por Francisco Canejo, pedreiro e Francisco Pereira Marques, frade, em 5 de fevereiro de 1862. No mesmo museu está a cadeira utilizada pelo Papa João Paulo II ao celebrar a missa campal em nossa cidade no ano de 1980. 

Foto: Rayane Santos

Placa do Museu da Catedral
Foto: Rayane Santos
FICOU INTERESSADO EM FAZER UMA VISITA E PRATICAR SEU ATO DE FÉ EM CRISTO?
A igreja está localizada na praça Oswaldo Cruz, Centro.


IGREJA DA MATRIZ SÍMBOLO DE BELEZA E FÉ PARA O AMAZONAS

A IGREJA DA MATRIZ foi erguida sobre os restos da antiga Igreja da Matriz de Nossa Senhora da Conceição. Primeira igreja erguida após a fundação de Manaus, construída no ano de 1695 por missionários carmelitas e destruída por um incêndio em 02 de julho de 1850.  Vinte anos depois deste acontecimento foi lançada a pedra fundamental da Igreja da Matriz.


Igreja da Matriz
Foto: Rayane Santos

A mesma foi inaugurada em 1878, na época a cidade possuía apenas 30 mil habitantes e apenas três bairros: São Vicente, Remédios e Espírito Santo. Quem visita a igreja pode notar que em sua estrutura há predominância de linhas retas em estilo neoclássico.

Atualmente a igreja ocupa posição de destaque na paisagem do centro de Manaus.

Mausoléu com os restos mortais do bispo Dom Lourenço Costa Aguiar
Foto: Rayane Santos


A catedral conserva a direita da entrada principal um mausoléu com os restos mortais de Dom Lourenço Costa Aguiar, bispo na época de sua fundação. (foto acima)



Acadêmicas na Igreja da Matriz
Foto: Rayane Santos


PALÁCIO DA JUSTIÇA


Vista Frontal do Palácio da Justiça
Foto: Rayane Santos

As obras da construção do Palácio da justiça começaram em1894, e a sua inauguração foi no ano de 1900. Suas características arquitetônicas lembram construções do Segundo Império Brasileiro. O portão do Palácio é de ferro fundido vindo da escócia. O rol superior é feito de madeira de acapu, dentro do palácio há replicas de vasos de porcelana chinesa, também há armários com mais de mil livros sobre direito, e a tribuna que é onde funcionava a sala do pleno tribunal, a sala das becas servia como local de descanso.

No salão tribunal do júri popular na cadeira maior sentava-se o juiz, e na parede tem alguns ornamentos de máscaras que serviam para intimidar os réus e tem também fixado na parede um crucifixo que veio após a inauguração do palácio sob a alegação de que se Jesus foi julgado e condenado, por que nós, meros mortais também não poderíamos ser julgados.  Até 2006 o palácio funcionou como principal sede do Poder Judiciário, especialmente da instância de segundo grau, desde que o Poder Judiciário mudou-se para o Tribunal da av. André Araújo, o Palácio da Justiça passou a funcionar somente como museu, dispondo de serviços como: o Café Leão de Ouro, Loja de Souveniers, Exposições Permanentes e Temporárias e visitas guiadas (guias bilíngües), e ainda aluga-se o espaço para os mais variados eventos e dispõe da sala de julgamento para que os acadêmicos do curso de Direito possam realizar o júri simulado.


Café Leão de Ouro
Foto: Rayane Santos

Biblioteca do Palácio
Foto: Rayane Santos

Umas das salas do Palácio da Justica
Foto: Rayane Santos


Sala de Julgamento
Foto: Rayane Santos


ALFÂNDEGA 

AlfândegaFoto: Rayane Santos

A construção do prédio da Alfândega de Manaus tornou-se necessária, assim como a do Porto (Roadway), em razão do progresso proporcionado pela borracha, a partir de 1870, cuja procura, pelo mercado mundial, era cada vez maior.

O edifico da Alfândega, construído à margem esquerda do Rio Negro, compõe-se de um vasto quadrilátero de quatro andares (originalmente eram dois, como se pode perceber observando o prédio pelo lado de fora), cujas paredes de granito são ornadas com colunas de basalto amarelo; sua arquitetura e da mais pura renascença italiana.
Atualmente, no prédio funciona a Alfândega da Receita Federal no Porto de Manaus, órgão vinculado ao Ministério da Fazenda.

O prédio da Alfândega é, certamente, depois do Teatro Amazonas, o mais conhecido monumento de Manaus, não só pelos que nela habitam como também pelos visitantes, pois sua localização e sua beleza arquitetônica faz com que se torne um ponto de referencia significativo.


TEATRO AMAZONAS


Teatro Amazonas
Foto: Rayane Santos


O Teatro Amazonas é o principal cartão postal da cidade de Manaus, está localizado em frente a Praça São Sebastião, bem no coração da cidade e sua cúpula pode ser vista de longe. Construído no auge do ciclo da borracha, por volta de 1881 e inaugurado em 31 de dezembro de 1896. Foi construído pelos Barões da Borracha numa época em que o látex era a principal matéria prima da região e o cultivo da borracha enriqueceu muita gente, menos o caboclo seringueiro, chamado de soldado da borracha.

O teatro amazonas é um dos mais importantes patrimônios históricos de Manaus. Na época, construído em plena floresta amazônica, esse teatro é uma das mais belas obras e referência da cultura amazonense.

É considerado um dos mais bonitos do mundo, é todo pintado de uma cor rósea e tem uma cúpula esplêndida. Esta cúpula forma um tipo de mosaico, nas cores verde, amarela, azul e branca, que lembra a Bandeira do Brasil.
Todos que tem a oportunidade de visitá-lo e conhecê-lo, se encantam. É uma verdadeira beleza sem tamanho e sem fim.

O Teatro Amazonas é muito contemplado por visitantes internacionais, os gringos adoram! Exite um grande e considerável número de turistas de fora para a sua visitação. Em seguida, vem os visitantes nacionais, bem abaixo dos internacionais, e por último os visitantes locais.


Porém em meio da magnífica obra, existem alguns poucos pontos negativos para o profissional de Turismo, e para os turistas, sendo eles:

- Na secretaria de cultura; o incentivo e a capacitação no Turismo.
- Pessoas de outras áreas trabalham na área do turismo;
- Preço para a visita;
- Deficientes que pagam a entrada (leis de acesso ao teatro).

Não deixe de lado esta maravilha, seja você o próximo a conhecê-la!

Salão Nobre
Foto: Rayane Santos

A sala de espetáculo tem capacidade para 701 pessoas
Foto: Rayane Santos

Parte do Salão Nobre, que tem suas colunas revestidas de gesso e sua pintura imita o mármore
Foto: Rayane Santos


Gráficos estatísticos de visitas ao Teatro Amazonas





PONTOS NEGATIVOS E POSITIVOS DOS PATRIMÔNIOS HISTÓRICO DE MANAUS


PONTOS POSITIVOS:


- Conta a história da nossa cidade de maneira dinâmica;
- Embelezamento da cidade;
- Atrativos turísticos;
- Movimenta a economia local;
- Em alguns monumentos a entrada é gratuita, entre eles estão inseridos (Palácio da Justiça, Centro Cultural Palácio Rio Negro, etc.)

PONTOS NEGATIVOS:

- Ausência de profissionais do turismo;
- Falta de divulgagação dos monumentos;
- A falta de atualização das informações na página da web;
- Preço dos ingressos para visita aos monumentos (Teatro Amazonas). 







  • Referencias Bibliográficas:
Portal Oficial do Governo do Estado do Amazonas- Secretaria de Cultura
Visitas e entrevistas nos locais abordados.
Texto feito por: Juliana Silva, Laíse Menezes, Luanne Garavito, Railane Melo e Rayane Santos. 
Fotos por: Rayane Santos
Gráficos por: Equipe






Universidade do Estado do Amazonas
Escola Superior de Artes e Turismo - ESAT
Grupo: Juliana Silva, Laíse Menezes, Luanne Garavito, Railane Melo, Rayane Santos. 
Acadêmicas do 1º período de Turismo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário